Regimento Interno do MTST

Aprovados em Encontro Nacional de Junho/2015

1. No MTST não é permitida cobrança financeira obrigatória da base social. Outras fontes de financiamento que não aceitamos: apoio financeira com contrapartidas que firam nossos princípios, financiamento de grandes empresas e organizações da direita.
2. No MTST todos os recursos devem ter prestação de contas coletiva. A prestação de contas deve ocorrer no máximo bimestralmente nos coletivos dos estados e em todas as reuniões da Coordenação Nacional. Os coletivos devem definir um responsável pela tarefa e, no caso da prestação nacional, o responsável deve ser um membro da Coordenação Nacional.
3. No MTST nenhum militante pode sair candidato a cargos no Executivo ou Legislativo. Caso algum militante decida candidatar-se deverá se afastar do Movimento, independentemente do partido escolhido.
4. No MTST não são aceitas condutas contrárias aos nossos princípios, tais como: divisionismo, discriminação (racismo, LGBTfobia, machismo, intolerância religiosa, xenofobia), agressão física, condutas individualistas que desrespeitam o coletivo e descumprimento das definições coletivas.
Estas condutas devem ser coibidas não apenas nos espaços do Movimento e na realização de tarefas.
5. No MTST o critério principal para conquista de moradia é a participação nas lutas e assembleias. O controle da participação deve ser feito por listas de presença e devemos construir um Cadastro Nacional, visando a organização dos dados e uniformização dos critérios.
6. No MTST buscamos aliança com outras organizações a partir de critérios: acordo político programático; acordo tático; respeito à nossa autonomia e às nossas formas de ação. Não temos nem teremos relações com organizações de direita e com organizações que atuem para dividir, cooptar ou instrumentalizar o MTST.
7. As reuniões de coordenações devem ter uma regularidade mínima. No caso das coordenações estaduais, no mínimo uma por mês. No caso da Coordenação Nacional, no mínimo uma a cada quatro meses.

Agora que me conhece,

chega junto que aqui é comunidade.

Luta coletiva e muita humildade.

 

A luta de cada um é a mesma

e o sonho

é de viver bem.

 

Lutamos abraçados

na dificuldade

e na vitória também!