MTST realiza atos em diversos estados e ocupa Avenida Paulista

O dia de ontem (15) começou cedo para os trabalhadores sem-teto. Com atos nos estados de Goiás, Minas Gerais e Pernambuco, o MTST iniciou a jornada nacional de luta por moradia digna e contra os retrocessos do Governo Temer.

Já no final da tarde, mais de 30 mil pessoas tomaram as ruas da capital paulista. Com concentrações na Praça da República e no Largo da Batata, a militância do MTST parou as principais vias da capital na reivindicação por recursos para o projeto Minha Casa Minha Vida-Entidades, pelo Fora Temer e também contra os ataques das reformas da Previdência e Trabalhista.

Após as duas marchas chegarem até a Avenida Paulista e se reunirem em frente ao escritório da Presidência da República, como já tinha sido decidido previamente caso o governo não se dispusesse a dialogar, os trabalhadores montaram acampamento e decretaram novo endereço enquanto não houver solução para as reivindicações do movimento.

“É fundamental, no momento de vários ataques em que nós estamos, a criação desse polo de resistência. O Governo Temer está com uma agenda de destruição social, que não atinge apenas a moradia, onde o programa social [Minha Casa Minha Vida] foi cortado. Temos a história da Reforma da Previdência, a Reforma Trabalhista, liquidando a aposentadoria e direitos conquistados historicamente. Tudo isso exige de nós uma atitude mais firme, mais contundente e esse acampamento é uma resposta”, afirmou Guilherme Boulos, após anunciar a permanência da ocupação na avenida.

Até o momento, os trabalhadores sem-teto continuam com o acampamento firme e a Presidência da República não fez nenhum contato com o movimento.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CAPTCHA