MTST

GCM do Orlando Morando (PSDB) reprime manifestação de jovens em SBC

Fonte: Jornalistas Livres

Fotos por Cadu Bazilevski

Na noite desta quinta-feira (8), um grupo com cerca de 300 pessoas protestou em frente à casa de Adalberto José Guazzelli, secretário de Cultura de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, depois que a Prefeitura impediu a realização da ‘Festa de 5 anos da Batalha da Matrix’ na pista de skate do Parque da Juventude (Città di Marostica) – prevista para acontecer em maio.

Aos responsáveis pela Batalha, a administração Orlando Morando informou que “o Parque Radical passa por uma nova fase administrativa” e “estão sendo estipuladas novas grades e permissões de uso com preço público para eventos”, sendo assim, “ficam suspensas as permissões de uso até que novas diretrizes sejam firmadas”.

O ato saiu da praça Brasil, próximo ao terminal Ferrazópolis, no centro, e foi em direção à casa do secretário Guazzelli. Durante todo o tempo a Guarda Civil Metropolitana (GCM) acompanhou os manifestantes.

Quando a manifestação chegou em frente ao prédio onde mora o secretário de Cultura, os GCMs pediram que o grupo que não obstruísse a rua, o que foi prontamente atendido. Mas, em seguida, começou a repressão.

Bombas de gás lacrimogênio e tiros de bala de borracha foram utilizados para dispersar os manifestantes que reivindicam a suspensão da criação da taxa para ocupar espaços públicos e a realização da festa de 5 anos da Batalha na pista de skate.

Batalha da Matrix

Para quem não conhece, a Batalha da Matrix é um evento que reúne jovens em uma disputa de rap na praça Matriz, no centro de São Bernardo, toda terça-feira à noite. Há semanas em que mais de mil jovens participam.

Veja, abaixo, mais fotos do ato e da repressão, por Cadu Bazilevski:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CAPTCHA