MTST

Esquerda em apoio aos caminhoneiros | Frente Povo Sem Medo, partidos e movimentos protestam em frente à Petrobras

Foto por Setor de Comunicação/MTST

No 5º dia seguido da greve dos caminhoneiros que tem paralisado as estradas e a distribuição de alimentos e combustíveis pelo país, a Frente Povo Sem Medo e o MTST somaram forças com partidos de esquerda, autonomistas, coletivos e a Frente Brasil Popular no protesto em apoio à luta dos motoristas.

O ato ocorrido na noite desta sexta-feira, 25 de maio, em São Paulo, marchou do vão livre do MASP, na avenida Paulista, até a sede da Petrobras. Os gritos e músicas dos manifestantes exigiam a saída imediata do atual presidente da empresa, Pedro Parente, e Michel Temer, responsáveis diretos pela mudança na política de preços da gasolina e do diesel, que causou inúmeros aumentos nos preços dos combustíveis nos últimos meses — desde julho de 2017, o preço da gasolina subiu 50,04%, o do diesel 52,15% e o gás de cozinha 67,8%.

A solidariedade aos motoristas se faz essencial no momento em que as bases dos caminhoneiros rejeitaram o acordo patronal acertado em Brasília com o governo Temer, ainda na quinta-feira. Ao longo da semana, a mobilização e o apoio da sociedade cresceu consideravelmente, mesmo com parte da imprensa tentando desclassificar os protestos e taxá-los simplesmente como uma tática de empresários do transporte rodoviário.

Não podemos aceitar que o lucro dos acionistas internacionais esteja acima dos interesses do povo brasileiro. Não podemos aceitar que essa política de preços que penaliza a população mais pobre seja mantida. Não podemos aceitar que Pedro Parente continue à frente da Petrobras.

Foto por Setor de Comunicação/MTST

Chega de aumento dos combustíveis!

Contra a repressão aos caminhoneiros!

Em defesa da Petrobras!

Foto por Setor de Comunicação/MTST

Foto por Setor de Comunicação/MTST

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CAPTCHA