MTST

MTST Sergipe cobra governo do estado | Cumpram o compromisso firmado com as famílias

No dia 7 de junho deste ano o MTST/SE foi mais uma vez ao Palácio de Governo para exigir o direito à moradia das famílias da Ocupação Beatriz Nascimento. Belivaldo Chagas – representando o Governo do Estado de Sergipe – se comprometeu a outorgar esse direito doando ao MTST/SE o terreno que as famílias já ocupam desde o 1º de novembro de 2017, no bairro Japaozinho.

À época, a secretária da Casa Civil, Conceição Vieira, foi a porta-voz da notícia na assembleia da Ocupação Beatriz Nascimento. Ao dar essa notícia aos trabalhadores e trabalhadoras Sem Teto, o governo demonstrou seu compromisso com o povo.

Porém, no último dia 15 de setembro o MTST/SE, além de receber a agradável visita de estudantes da UFS (Universidade Federal de Sergipe), para surpresa das famílias, recebeu uma citação para apresentar-se à audiência — em 9 de outubro — onde se discutiria a reintegração de posse do terreno da Ocupação Beatriz Nascimento.

Nesse dia, o compromisso firmado no começo de junho — antes de iniciar-se a campanha dos candidatos nas eleições — ficou na corda bamba. Mas, como a luta se faz nas ruas, as famílias do MTST/SE marcharam para o Palácio de Governo no dia 24 de setembro para fazer cumprir o acordado.

O governo manifestou a manutenção do acordo, e comprometeu-se a solicitar à Procuradoria Geral do Estado que juntasse aos autos do processo, naquele mesmo dia, o pedido de desistência da reintegração, o que não ocorreu até o momento.

Belivaldo Chagas, Conceição Vieira, Governo de Sergipe, responsabilizem-se e cumpram o acordado. Ainda restam poucos dias de campanha e o MTST/SE continuará exigindo a garantia do terreno e o direito à moradia das famílias. Politica é feita nas ruas, com ações efetivas.

Nossa luta continua, não temos medo de lutar e de exigir nossos direitos.

MTST, A LUTA É PRA VALER

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CAPTCHA