MTST

MTST e moradores da Vila Pedra da Paz vão de Itu a Piracicaba cobrar providências sobre reintegração

As famílias da Vila Pedra da Paz, em Itu, foram até Piracicaba, distante 88km, para se manifestarem em frente à BSC Empreendimentos Imobiliários na manhã e tarde desta quarta, 11 de julho. A BSC é uma das proprietárias originais do terreno em que a comunidade se estabeleceu, há cerca de 11 anos, no interior paulista. Moradores e o MTST foram recebidos pelo advogado da imobiliária, que se comprometeu em colocar o proprietário, Bruno Sartori Coletto, em contato direto com o movimento.

Mesmo que exista há mais de uma década, a Vila Pedra da Paz possui uma ordem de reintegração de posse expedida pela Justiça, marcada para o próximo dia 19 de julho. Diante desse cenário, representantes da comunidade e o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto vêm se desdobrando na tentativa de negociar o terreno ou, ao menos por ora, adiar a ordem de reintegração.

Clayton Veloso, coordenador estadual do MTST e que está à frente das conversas, relatou que os representantes dos proprietários vêm tentando usar o poder público como obstáculo para as negociações. “Esse terreno tem pouco mais de meio milhão de reais em dívidas. A gente acha um absurdo eles terem essa dívida sendo que acabaram de pagar R$ 494 mil para que essas pessoas sejam colocadas nas ruas. Então, saímos de Itu e viemos aqui pra Piracicaba apresentar duas propostas de negociação”, declarou ao Jornal Piranot.

MTST, A LUTA É PRA VALER

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CAPTCHA