MTST

Em reunião com Prefeitura de Aracaju, MTST e Guilherme Boulos chegam a acordo para famílias despejadas

Foto por Mídia Ninja

Na manhã desta terça-feira, 15 de maio, o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto se reuniu com a gestão Edvaldo Nogueira (PCdoB) na sede da Prefeitura Municipal de Aracaju. No encontro, o MTST e o poder público chegaram a um entendimento sobre um possível destino para as famílias despejadas no último sábado, após reintegração na Ocupação Marielle e Anderson Vivem, no bairro Coroa do Meio, na capital sergipana.

Coordenador nacional do movimento e pré-candidato à Presidência do Brasil pelo PSOL, Guilherme Boulos anunciou que, até que uma solução definitiva seja encontrada para essas famílias, a prefeitura se comprometeu a proporcionar condições básicas no galpão onde elas se encontram abrigadas, na rua Acre, bairro Siqueira Campos. A infraestrutura e itens como ventilação e fornecimento de água devem ser melhorados em breve.

Além dessas questões emergenciais no galpão, MTST e prefeitura de Aracaju firmaram acordo para unir esforços e encontrar uma área onde serão construídas unidades habitacionais.

Se formou um grupo de trabalho onde vai estar o movimento, a prefeitura de Aracaju, e vão ser apresentados terrenos do município, públicos ou mesmo terrenos privados que tenham dívidas e sejam passíveis de desapropriação, conforme o Estatuto das Cidades, para viabilizar uma saída habitacional para essas famílias. Seja por lote urbanizado, seja pelo programa Minha Casa Minha Vida – Entidades“, afirmou Guilherme Boulos ao fim da reunião.

A Ocupação Marielle e Anderson Vivem em Aracaju foi despejada com violência e, na última sexta-feira, uma das militantes do movimento foi atingida por uma bala de arma letal no toráx pela Guarda Civil Metropolitana, mas passa bem. O poder público também se comprometeu a investigar o atentato.

MTST, A LUTA É PRA VALER

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CAPTCHA