MTST

É preciso cuidar do futuro: MTST realiza chás de bebê no Rio de Janeiro e São Paulo

“Eu vi a mulher preparando outra pessoa

O tempo parou para eu olhar para aquela barriga”

Na tarde do sábado, 28 de julho, a Ocupação Marielle Franco, no Grajaú, região sul de São Paulo, realizou um chá de bebê coletivo para mais de 40 mulheres grávidas e com bebês e crianças que ainda usam fraldas. Contando com a presença das Brigadas de Saúde e Cultura do MTST, foram vivenciadas atividades que foram desde aferição da pressão arterial, teatro com temática relacionada à maternidade e seus desafios, passando por um lanche partilhado com muita alegria. Houve também uma recreação para as crianças enquanto as mães participavam das outras atividades e, assim, os sentimentos de acolhida e esperança eram compartilhados entre todas e todos.

Já na manhã do domingo do mesmo final de semana, dia 29, quem preparava o chá de bebê coletivo era a Cozinha Sem Medo de São Gonçalo, cidade metropolitana do Rio de Janeiro. Antecedendo o evento, cerca de 15 gestantes participaram, durante 4 meses, de diferentes atividades na Cozinha, dentre elas bate-papos sobre gestação e saúde da mulher. O chá de bebê foi organizado pela coordenação da Cozinha Sem Medo e pelas próprias gestantes, que levaram docinhos, bolos e ajudaram a preparar a doação de roupas de bebês e fraldas, tudo doado por apoiadores do MTST do Rio de Janeiro.

Assim como em São Paulo, a criançada não ficou de fora, tendo disponível um espaço exclusivo de brincadeiras, e as gestantes participaram de um bate-papo sobre saúde pública e gestação. Estiveram presentes também representantes dos parlamentares Flávio Serafini (Deputado Estadual) e Talíria Petrone (vereadora de Niterói), ambos do PSOL e aliados do MTST, que contribuíram com a roda de conversa.

Logo depois da confraternização, o almoço comunitário servido todos os domingos pela Cozinha Sem Medo seguiu sua programação e as gestantes puderam aproveitar uma deliciosa refeição feita pelas cozinheiras e coordenadoras do MTST.

O MTST, em nome da Ocupação Marielle Franco e da Cozinha Sem Medo de São Gonçalo, agradece todas as doações recebidas e se orgulha em contribuir para que as mulheres acampadas possam se sentir plenas e respeitadas em sociedade e, principalmente, no momento da escolha da maternidade.

Além dos chás de bebê coletivos relatados acima, ainda no mês de julho foram realizados chás de bebê em diferentes estados do Brasil onde o MTST atua. Assim como, em agosto, outros tantos serão feitos, todos organizados pelas próprias mulheres do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto.

MTST, A LUTA É PRA VALER!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CAPTCHA