MTST

Após muita luta, MTST Sergipe conquista terreno para Ocupação Beatriz Nascimento

Foto por Thiago Leão

No último dia 7 de junho, o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto obteve uma enorme e significativa vitória: a notícia da conquista da posse do terreno da Ocupação Beatriz Nascimento, no bairro do Japãozinho, Aracaju. Ao todo, cerca de 1.300 famílias vivem atualmente no local, que foi ocupado pelo MTST em novembro de 2017.

Pertencente ao poder público, descobriu-se que o terreno abandonado havia sido designado para receber uma escola há cerca de cinco anos. No entanto, o Governo de Sergipe garantiu que tanto a escola quanto as unidades de moradia popular vão ser construídas, coexistindo lado a lado. A unidade de educação deve atender toda a demanda local, segundo estudos feitos a pedido do governo.

“Logo que a gente ocupou, a gente já abriu mesa de negociação e sempre foi bem atendida pelo Governo do Estado”, conta Izadora Brito, advogada e militante do movimento. A gestão do governador Belivaldo Chagas (PSD) — anteriormente de Jackson Barreto, que renunciou — se mostrou receptiva às propostas do MTST desde o início das converas, mesmo porque inexistiam programas de habitação nas políticas de governo.

Desde os primeiros dias da Ocupação Beatriz Nascimento — nome em homenagem à sergipana falecida em 1995, mulher negra ativista pelos direitos humanos, que também foi historiadora, escritora, poeta e professora — ocorrem frequentemente rodas de conversa de mulheres, atividades culturais para jovens e adultos, rodas de leitura, de capoeira e sessões de cinema seguidos de debate.

“É uma conquista muito importante porque o MTST aqui em Sergipe tem pouco tempo, cerca de um ano recém-completado, e essa vitória vem pra consolidar a nossa luta que vem sendo travada diariamente”, definiu Izadora.

A conquista também vem em boa hora já que, há cerca de um mês, outra ocupação do MTST em Aracaju sofreu reintegração e até mesmo um atentado a tiros que atingiu a acampada Nathannelly dos Santos, em disparo efetuado pela Guarda Municipal. Nathannelly passa bem e as acampadas e acampados da Ocupação Marielle e Anderson Vivem foram transferidos para um galpão na capital sergipana.

Nos próximos dias, o governador Belivaldo Chagas vai passar oficialmente o termo de posse das futuras moradias. O processo de cessão do terreno ainda deve ser aprovado pelo Legislativo estadual, além da Procuradoria Geral de Sergipe. O governo já se comprometeu a auxiliar e acompanhar todas as etapas do processo.

MTST, A LUTA É PRA VALER!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CAPTCHA